Perguntas Frequentes

Quais são os documentos requiridos para entrar na Polinésia Francesa? É preciso a vacina contra a febre amerela?

Para estada de turismo que não exceda 90 dias, os cidadãos brasileiros não precisam de visto para a Polinésia Francesa. É necessário, contudo, cumprir com os requisitos de entrada exigidos para turistas na Polinésia Francesa, abaixo listados:

1. Passaporte em vigor, com validade de, no mínimo, seis meses depois da data pretendida de partida de Polinésia Francesa.

2. Prova de meios econômicos suficientes para a permanência na Polinésia Francesa.
Presentando cheques de viagem ou cartões de crédito acompanhados de extratos de conta expedidos recentemente pelo próprio banco, etc.
O turista deve também apresentar passagem aérea de regresso ao Brasil ou viagem para outro país.

3. Justificativa documental dos motivos da entrada.
Para viagens de turismo: reserva em hotel ou estabelecimento de hospedagem; confirmação de reserva em viagem organizada; passagem de volta ou de circuito turístico.

4. A Polinésia Francesa está na lista de países a exigir o Certificado Internacional de Vacinação contra a febre amarela para todos os viajantes acima de nove meses de idade procedentes do Brasil (entre outros países da América do Sul e África considerados de risco devido ao surto de febre amarela nesse início de 2017), inclusive viajantes que fizerem conexão por mais de 12 horas em países considerados de risco. A vacina tem que ser tomada pelo menos 10 dias antes de sua chegada à Polinésia Francesa.
Veja a lista dos países considerados de risco e os países que exigem o certificado de vacinação contra a febre amarela (documento em inglês).
Clique aqui para aceder ao site da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA).

O agente de imigração, à seu critério, poderá exigir um ou mais dos documentos acima listados.

Na maioria dos casos, na Polinésia Francesa, o agente pedirá somente o passaporte e certificado de Vacinação contra a febre amarela. Mas é melhor chegar preparado.

Cartão Ambassador

“Estamos pensando em fazer o cartão Ambassador da rede Intercontinental. Ele dá direito a late checkout, e upgrade de bangalô. O que acha?”

Todos os benefícios garantidos para os associados InterContinental Ambassador e Royal Ambassador estão sujeitos a disponibilidade nos InterContinental Hotels & Resorts na Polinésia Francesa.
Nos InterContinental Hotels & Resorts na Polinésia Francesa (InterContinental Bora Bora Le Moana Resort, InterContinental Bora Bora Resort & Thalasso Spa e InterContinental Tahiti Resort), o check-in antecipado a partir das 10h00 no dia da chegada, os upgrades para a próxima categoria de quarto e o check-out prolongado até as 16h00 no dia da saída não são garantidos e estão sujeitos a disponibilidade.

Os upgrades só podem ser confirmados no momento da chegada ao hotel, e são baseados no tipo de quarto selecionado na reserva. É obrigatória apresentação de identidade e número de associado no momento do check-in.

Para adquirir a associação InterContinental Ambassador, você pode se inscrever pela Internet ou em qualquer propriedade InterContinental Hotels & Resorts.

Qual é a melhor época para viajar para a Polinésia Francesa?

Pessoalmente, recomendo viajar em Novembro, Abril ou Maio para beneficiar de um clima bom e dos preços da temporada baixa.
Diria que os pacotes são entre EUR300 e EUR700 mais baratos na temporada baixa dependendo dos hotéis escolhidos.

Os meses de Janeiro e Fevereiro costumam ser os mais chuvosos e inclusive, com grandes chances de tempestades .
Pode chover por vários dias seguidos, e nunca sabemos quais dias serão. Se fosse minha viagem, pessoalmente, não arriscaria.
Quanto mais você se afasta de fevereiro, melhor!

É melhor viajar com euros ou dólares na Polinésia Francesa?

A moeda local é o franco pacífico (XPF), então tudo é pago em francos pacíficos.
O euro e o dólar são aceitos, mas o câmbio nos hotéis, atividades, restaurantes,  etc, é muito ruim!

Tendo que escolher entre o euro e o dólar, optaria pelo euro porque a taxa do câmbio não flutua em relação ao franco pacífico (1EUR = 119,332 XPF).

Os restaurantes dos hotéis na Polinésia Francesa são muito caros?

Tudo na Polinésia Francesa é caro! Um jantar de 3 pratos por pessoa, para 2 pessoas em um hotel 4/5 estrelas custa uns EUR150 por casal sem bebidas. Para jantares de 3 pratos fica mais barato incluir a meia pensão no pacote do que pagar no hotel. Mas se vocês não são de comer tanto, recomendo não incluir a meia pensão e pedir 1 ou 2 pratos por pessoa no hotel mesmo.

Os almoços nos hotéis vão custar uns 25-35EUR por pessoa, os coquetéis custam entre 10 e 20EUR, os pareos uns EUR20, pérolas negras entre 20EUR e mais de 500EUR dependendo do que escolherem…

Comendo fora do hotel em restaurantes tipo lanchonetes, os pratos locais (de peixe/frango/carne – geralmente fartos) custam entre 10 e 15EUR por pessoa. Sempre que tiverem a oportunidade, recomendo comer fora do hotel. Além de ser mais em conta, acho a experiência legal e a comida é geralmente mais gostosa! Veja o post sobre os valores na Polinésia Francesa.

Meu plano é apenas BORA BORA, pois é o mais famoso, e gostaria de ficar 7 dias. Você aconselha ir para outros lugares ou se for somente Bora Bora, vale a pena?

Vale a pena sim. Mas dividiria em 2 hotéis: um mais simples e fazer passeios durante o dia, e outro mais chique para aproveitar o bangalô e ficar de rainha!
Como Bora Bora é a ilha mais cara da Polinésia Francesa, a maioria dos meus clientes dividem a estadia em 2 ilhas: Huahine e Bora Bora ou Moorea e Bora Bora. Fica mais em conta dependendo dos hotéis escolhidos.

Duty free de Papeete

“É possível comprar bebidas alcoólicas no duty free de Papeete quando chegarmos? Possui boa variedade de opções? Considerando-se que chegaremos de madrugada, estará aberto?”

É possível comprar bebidas alcoólicas no duty free de Papeete sim. Mas só tem uma loja pequena (normalmente abre sempre que chega um vôo internacional, não importa o horário do vôo) e acho as opções limitadas.
Pessoalmente compraria ou no Brasil ou no Chile (ou Los Angeles). Os preços do Tahiti, mesmo em duty free também são mais caros.
Claro que se quiserem comprar um bom vinho francês (além das bebidas compradas no exterior), no duty free do Tahiti terão opções interessantes!

Moorea ou Tahaa?

Ficamos muito na dúvida de não colocar Moorea no roteiro (em vez de Tahaa) por ser uma ilha que todos vão… pelo que li em Moorea tem mais restaurantes, lojas, centrinho, além de passeios em terra que nas outras ilhas não tem.
Você acha que deveria trocar Moorea por Tahaa?

É verdade que na ilha de Moorea tem mais lojas e atividades disponíveis do que em Tahaa, alias, BEM MAIS!
A escolha entre as 2 ilhas vai depender do tipo de experiência que o casal tiver buscando.
Moorea é uma ilha linda, só que muito menos exclusiva do que Tahaa, porque não é preciso pegar um voo para chegar até lá (as pessoas vão de ferry), e existe uma variedade maior de hospedagem mais simples em comparação com Tahaa.
Então em Moorea tem mais turismo, também tem mais visita de residentes do Taiti, e mais famílias passeando: muitos residentes fazem um bate e volta em ferry para aproveitar o dia na praia.
Tahaa seria a ilha ideal para se isolar do mundo a dois, com seus cenários paradisíacos mais intimistas: perfeitos para celebrar uma lua de mel, aniversario de casamento ou curtir uma escapada romântica!
Se tivesse que escolher entre as 2 ilhas para uma viagem em casal, e se entrasse no orçamento definido (os valores em Tahaa são mais elevados), pessoalmente, não trocaria Tahaa por Moorea.

Para qualquer dúvida, pergunta, informação, fico à sua disposição.

Lua de MelAniversário de CasamentoMergulhoSonho Meu/NossoOutro

Leave a Reply

Your email address will not be published.