Perguntas Frequentes

 

“Quais são os documentos requiridos para entrar na Polinésia Francesa? É preciso a vacina contra a febre amerela?”

Para estada de turismo que não exceda 90 dias, os cidadãos brasileiros não precisam de visto para Polinésia Francesa. É necessário, contudo, cumprir com os requisitos de entrada exigidos para turistas na Polinésia Francesa, abaixo listados:

1. Passaporte em vigor, com validade de, no mínimo, seis meses depois da data pretendida de partida de Polinésia Francesa.

2. Prova de meios econômicos suficientes para a permanência na Polinésia Francesa.
Presentando cheques de viagem ou cartões de crédito acompanhados de extratos de conta expedidos recentemente pelo próprio banco, etc.
O turista deve também apresentar passagem aérea de regresso ao Brasil ou viagem para terceiro país.

3. Justificativa documental dos motivos da entrada.
Para viagens de turismo: reserva em hotel ou estabelecimento de hospedagem; confirmação de reserva em viagem organizada; passagem de volta ou de circuito turístico.

4. A Polinésia Francesa está na lista de países a exigir o Certificado Internacional de Vacinação contra a febre amarela para todos os viajantes acima de nove meses de idade procedentes do Brasil (entre outros países da América do Sul e África considerados de risco devido ao surto de febre amarela nesse inicio de 2017), inclusive viajantes que fizerem conexão por mais de 12 horas em países considerados de risco. A vacina tem que ser tomada pelo menos 10 dias antes de sua chegada à Polinésia Francesa.
Veja a lista dos países considerados de risco e os países que exigem o certificado de vacinação contra a febre amarela (documento em inglês).
Clique aqui para aceder ao site da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA).

O agente de imigração, a seu critério, poderá exigir um ou mais dos documentos acima listados.

Na maioria dos casos, na Polinésia Francesa, o agente pedirá somente o passaporte e certificado de Vacinação contra a febre amarela. Mas é melhor chegar preparado.

 

“Estamos pensando em fazer o cartão Ambassador da rede Intercontinental. Ele dá direito a late checkout, e upgrade de bangalô. O que acha?”

Com o Cartão Ambassador da rede Intercontinental, você pode beneficiar de algumas cortesias sim. Digo “pode”, porque não é garantido, vai depender da disponibilidade nos hotéis aqui na Polinésia Francesa. Mas os hotéis sempre fazem o possível para dar regalias para quem presenta o Cartão Ambassador na hora do “check in”.
As cortesias podem incluir:
-Garrafas d’água e frutas diariamente no seu bangalô – tudo é caro lá, mesmo a água! Então é bem conveniente!
-Upgrade de quarto/bangalô gratuito – você paga por um quarto/bangalô mais barato e tem a possibilidade de se hospedar em uma categoria superior dependendo da disponibilidade (categoria imediatamente superior a qual reservou/pagou)
Mas repito que o upgrade não é garantido.

O cartão você compra diretamente com a Intercontinental no Brasil (pelo 0800 do Intercontinental de São Paulo). Se não me engano, o custo de USD200 é para 1 cartão para o casal e é valido 1 ano (são USD100 para renovar depois do prazo). Parece que você ganha outras regalias em outros hotéis Intercontinental no mundo também.

 

“Qual é a melhor época para viajar para a Polinésia Francesa?”

Pessoalmente, recomendo viajar em Novembro ou Abril ou Maio para beneficiar de um clima bom e dos preços da temporada baixa.
Diria que os pacotes são entre EUR300 e EUR700 mais baratos na temporada baixa dependendo dos hotéis escolhidos.

Os meses de Janeiro e Fevereiro costumam ser os mais chuvosos e com chances muito altas de tempestades inclusive.
Pode chover por vários dias seguidos, e nunca sabemos quais dias serão. Se fosse minha viagem, pessoalmente, não arriscaria.
Quanto mais você se afasta de fevereiro melhor!

 

“É melhor viajar com euros ou dólares na Polinésia Francesa?”

Recomendo pagar com a moeda local. Assim que chegarem no aeroporto do Tahiti poderão retirar dinheiro no caixa eletrônico. Sinão vão perder com o cambio do real para o dólar/euro e depois aqui do dólar/euro para o franco pacifico (XPF).
Vocês também podem pagar muita coisa no cartão mesmo.

Agora os comércios aceitam as 2 moedas extranjeras também -euro e dólar- mas dão um cambio horrível. Então vocês perdem muito ao pagar com euros ou dólares.
Mas tendo que escolher entre o euro e o dólar, optaria pelo euro porque o taxa do cambio não flutua tanto em relação ao franco pacifico quanto o dólar.

“Os restaurantes dos hotéis na Polinésia Francesa são muito caros?”

Tudo na Polinésia Francesa é caro! Um jantar de 3 pratos por pessoa, para 2 pessoas em um hotel 4/5 estrelas custa uns EUR150 por casal sem bebidas. Para jantares de 3 pratos fica mais barato incluir a meia pensão no pacote do que pagar no hotel. Mas se vocês não são de comer de tanto, recomendo não incluir a meia pensão e pedir 1 ou 2 pratos por pessoa no hotel mesmo.

“Meu plano é apenas BORA BORA, pois é o mais famoso, e gostaria de ficar 7 dias. Você aconselha ir para outros lugares ou se for somente Bora Bora, vale a pena?”

Vale a pena sim. Mas dividiria em 2 hotéis: um mais simples e fazer passeios durante o dia, e outro mais chique para aproveitar o bangalô e ficar de rainha!
Como Bora Bora é a ilha mais cara da Polinésia Francesa, a maioria dos meus clientes dividem a estadia em 2 ilhas: Huahine e Bora Bora ou Moorea e Bora Bora. Fica mais em conta dependendo dos hotéis escolhidos.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s